domingo, 9 de agosto de 2009



Como nós viajamos através da vida, as estações mudam

Mas a verdade permanence a mesma sempre
Então pare por um segundo, respire fundo e talvez então você entenderá
É normal sentir-se desesperado e se perguntar o por quê Isso faz parte da vida, então não desista da sua luta
Aguente firme, aguente firme

Pelo quê você acredita
Então venha, aguente firme, aguente firme Você sabe que pode fazer isso
Se você aguentar, aguente firme
Ninguém sabe o que o amanhã trará

Então tente viver a vida, aqui e agora, do seu jeito
Com todo seu esforço e dor
Lembre-se daqueles momentos que não são fúteis
É normal sentir tristeza
As coisas, elas vão dar certo
Ninguém disse que é fácil
Acredite em quem você é agora
Aguente firme, aguente firme

Pelo quê você acredita
Então venha, aguente firme, aguente firme
Você sabe que você pode fazer isso
O poder está dentro de você
Liberdade pra vencer, aguente firme
Há sempre muito mais pra viver

Levante e se mantenha forte
Lá você encontrará a luz que está procurando
O lugar o qual você pertence
Aguente firme, aguente firme

Pelo quê você acredita
Aguente firme, aguente firme
Você sabe que você pode fazer isso
Você sabe que o poder está dentro de você Liberdade pra vencer – se você aguentar, aguente firme

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Elvenpath...

(Sob o abrigo das sombras da floresta
Chamando o silêncio da calmaria
Acompanhado apenas pela lua cheia
O uivo de um lobo noturno
E o caminho sob meus pés descalços...
...O caminho dos elfos)

Ouvindo música da mais profunda floresta
Canções com a sedução das sereias
O povo elfo está me chamando

Tapio, Rei-urso, senhor da floresta
Mielikki, capa-azul, Curandeiro do desejo e tristeza
Abrem o portão e permitem-me trilhar o caminho oculto

O caminho para as terras
Onde como um herói eu permaneço
O caminho onde a bela encontrou a fera
Caminho dos elfos
É a honestidade destes mundos
Dominados pela magia e espadas poderosas
Que fazem minha alma viajar ao passado
Caminho dos elfos

A bruxa da lua me leva para cavalgar numa vassoura
Apresenta-me em sua casa seu velho amigo gnomo
Pedem-me que mantenha a sauna quente para ele

Na caverna eu encontro o descanço - o povo de minhas fantasias
Bilbo, Falcão-Spar, goblins e gnomos
Homem das neves, Willow, ogros e os sete anões
O caminho continua eternamente

O caminho para as terras
Onde como um herói eu permaneço
O caminho onde a bela encontrou a fera
Caminho dos elfos
É a honestidade destes mundos
Dominados pela magia e espadas poderosas
Que fazem minha alma viajar ao passado
Caminho dos elfos

("Muito tempo atrás, nos primeiros anos da Segunda
Era os magníficos ferreiros-élficos forjaram os anéis do
poder.")

Quando retorno ao meu quarto
E como num sono sou levado pela minha mão
Madrigals da floresta
Levem-me para a terra-do-nunca
Nesta noite de feitiços
O mundo sob uma vista élfica
Nesta noite de feitiços
O mundo sob uma vista élfica

("Mas então o Senhor do Escuro aprendeu a arte de
fazer anéis, e fez o Anel Mestre.")